NECEP - Católica Lisbon Forecasting Lab - divulga estimativas para PIB do 2º trimestre e 2020

Quarta, Julho 8, 2020 - 16:54

O NECEP -  Católica Lisbon Forecasting Lab -  divulga hoje as suas estimativas para a Economia Portuguesa. No seu cenário base, a economia portuguesa terá contraído 13% em cadeia no 2º trimestre de 2020 após uma queda de 3.8% no 1º trimestre.

Este cenário é justificado por quedas menos acentuadas em alguns setores, como é o caso da construção, bem como pela recuperação já evidenciada pelo comércio a retalho e pelas operações através da rede Multibanco, se bem que parcial e ainda distante dos níveis observados no final do ano passado. Num cenário alternativo, a economia portuguesa poderá ter contraído cerca de 20%, sendo esta estimativa suportada pela proporção muito elevada da população ativa, cerca de 25%, que esteve ausente do posto de trabalho normal durante o 2º trimestre. Este cenário é ainda sinalizado por alguns indicadores, como é o caso das vendas de veículos ou do número de dormidas em estabelecimentos turísticos.

Relativamente ao crescimento anual do PIB, o NECEP mantém o cenário central, anunciado em março, de queda de 10% do PIB em 2020. Esta projeção resultou da construção de cenários que permitem antever quedas do PIB entre 5% e 17% este ano, pelo que o valor de 7% indicado no Orçamento do Estado Suplementar de 2020 parece otimista já que pressupõe um segundo semestre do ano bastante favorável. Este cenário central do NECEP é compatível com uma taxa de desemprego de 9% no conjunto do ano.

Tal como na anterior folha publicada em Março, o NECEP mantém a perspetiva de que a economia portuguesa deverá recuar de forma mais intensa face à zona euro em 2020. Assim, prevê-se que o PIB da zona euro contraia 8.3% este ano, com cenários compreendidos entre -11.5% e -4.0%.

Relativamente aos anos de 2021 e 2022, a visibilidade é ainda diminuta. A análise do NECEP sugere que a economia portuguesa deverá permanecer abaixo do nível do PIB de 2019 no próximo ano, com um hiato próximo dos 8% no cenário central e uma perda próxima dos 5% dois anos após o surgimento do surto pandémico. No entanto, uma completa recuperação em 2021 face a 2019 é possível num cenário otimista, bem como no horizonte de 2022 (+2.5%).

Mais importante que a dimensão da queda do PIB este ano é a dimensão da perda da atividade económica no último trimestre do ano. Se esta for inferior a 5% face a 2019, não é de excluir uma recessão curta com rápida recuperação da normalidade em termos de atividade económica. Porém, se a queda for muito superior a 5%, então a destruição de capacidade produtiva, emprego e rendimento só permitirá uma recuperação lenta e penosa até aos níveis observados em 2019.

Pode aceder aqui ao relatório completo do NECEP - Católica-Lisbon Forecasting Lab.

 

Notícias relacionadas

Fev 15 2021
Dear members of the CATÓLICA-LISBON community, Hope you are all well and safe. Since my November briefing to our community, the last few weeks have been rich with positive news from our School. Regarding rankings, in December CATÓLICA-LISBON rose to 31st...
Jan 13 2021
Daniel Fernandes, Professor Associado de Marketing da Católica Lisbon School of Business...

Próximos eventos

09
Mar
17:15

Católica Lisbon School of Business & Economics

LisboaLisboa1649-023
Portugal
11
Mar
12:30

Católica Lisbon School of Business & Economics

LisboaLisboa1649-023
Portugal