Ashley Whillans explica como o tempo pode ser a melhor forma de gastar o dinheiro

Segunda, Junho 24, 2019 - 14:00 a 15:30

Católica Lisbon School of Business & Economics

LisboaLisboa1649-023
Portugal
Ver localização

Vinda da Harvard Business School, a influente investigadora Ashley Whillans virá à CATÓLICA-LISBON no dia 24 de junho, na sala 520-B, para apresentar um seminário sobre o seu trabalho sobre stress e felicidade. Ashley Whillans já surgiu repetidamente na imprensa devido ao seu trabalho inovador sobre como o dinheiro pode ser usado para maximizar felicidade se for gasto na compra de tempo. 

Na próxima segunda-feira, na sua palestra "How organizational factors shape employee's time stress and happiness", a investigadora apresentará alguns dos seus artigos mais recentes, que se focam nas formas como práticas organizacionais usadas para incentivar os trabalhadores podem afetar como estes valorizam o seu tempo. 

Na sua palestra, a professora Whillans destacará três dos seus projetos, que demonstram, entre outras descobertas, como os trabalhadores que são recompensados pelo seu desempenho podem socializar mais com colegas de trabalho do que com amigos e familiares, o que pode resultar em mais stress e menor felicidade. Se, em vez de incentivos monetários, as empresas recompensarem os seus trabalhadores com incentivos como dias de férias, podem enconrajar os trabalhadores a dar valor maior ao tempo do que ao dinheiro, o que pode resultar numa felicidade maior. "Estes estudos sugerem que as organizações têm um papel crítico na formação do valor que os trabalhadores dão ao tempo social e de lazer, e na determinação da felicidade dos trabalhadores", escreve Whillans no resumo da sua palestra. 

Os investigadores da CATÓLICA-LISBON Andrew Hafenbrack e Maria Francisca Saldanha convidaram a professora Ashley Whillans a falar na Série de Seminários do CUBE. "Comecei por tomar conhecimento na imprensa da investigação da Dr. Whillans sobre como quando as pessoas usam dinheiro para comprar o seu tempo, por exemplo contratando uma pessoa para fazer as limpezas, isso fá-las mais felizes", disse Andrew Hafenbrack. 

Quando se conheceram na conferência da Academy of Management no verão de 2018, Andrew Hafenbrack já estava familiarizado com a investigação de Whillans, que também partilha com os seus alunos na sua disciplina de Behavioral Decision Making aqui na CATÓLICA-LISBON. "Pensei que seria boa ideia ela visitar-nos, visto que temos vários investigadores de gestão e marketing que conduzem investigação sobre felicidade e emoções, e ela está na vanguarda destes temas. 

A investigação de Ashley Whillans tem-se focado, no passado, nas trade-offs entre tempo e dinheiro, nomeadamente em como as pessoas poderão ser mais felizes se usarem o seu dinheiro para adquirir tempo bem passado -- contratar alguém para realizar tarefas de que não gostam, por exemplo, "subtraindo minutos negativos do nosso dia", como explicou a investigadora quando falou com a Harvard Business Review. "Qualquer maneira que possamos gastar dinheiro de forma a poupar tempo - incluindo ao comprar tempo em experiências positivas - tem efeitos fiáveis e positivos na felicidade que obtemos nos nossos dias, semanas, meses, e vidas", explica Whillans na entrevista. A investigadora apresentou recentemente uma palestra TEDx sobre o tema. 

Ashley Whillans conseguiu o seu doutoramento em Psicologia Social na University of British Columbia em 2017, e anteriormente tinha sido nomeada Rising Star of Behavioral Science pela International Behavioral Exchange & Behavioral Science and Policy Association, em 2015.

Próximos eventos

17
Out
09:00

Católica Lisbon School of Business & Economics

LisboaLisboa1649-023
Portugal
21
Out
18:00

Católica Lisbon School of Business & Economics

LisboaLisboa1649-023
Portugal